::: :::

dossiê Amy Winehouse

 

Steven Governo

Hoje é o dia perfeito pra quem gosta ou não desta polêmica e bizarra criatura. Quem acompanhou alguns dos últimos posts ficou esperto sobre a edição do Rock in Rio Lisboa, que por uma questão de revolta pessoal, coletiva, estética, geográfica, histórica, sexual e moral estou tentando deixar de lado. Acontece que chega uma hora que os famosos “causos” começam a chegar, até porque para matar a saudade a gente da uma espiada nas bandas favoritas e tal, e surge a grande figura e noticia do evento.

Ainda longe de ser a atração principal de um evento do porte deste, ela consegue ser a atração principal dos críticos e jornalistas, isso “só” porque depois de vexames, boatos, estórias, mentiras, verdades e babados, ela conseguiu de novo alimentar os blogs, jornais e revistas afora. Graças a um desempenho próximo do medonho, sob claro efeito de alguma substância, ela deu um show particular e um verdadeiro workshop do que “Com certeza não tentar fazer”.
Subir ao palco em um estado deplorável;
Mal conseguir cantar suas próprias músicas;
Tropeçar e cambalear;
Bizarrices diversas.

O que mais me decepciona é que há mais de um ano, não sei se chega há anos, quando saiu a primeira parte do material dela pela grande rede, que fez muito sucesso por sinal, eu gostei muito e falei muito bem da distinta lady. Poucos meses depois, Caio, amigo de baladas, cozinhas, viagens e blog fez um comentário que não esqueço: “Ela é totalmente superestimada, não boto essa fé toda nela”, não fazendo menção à capacidade de atingir o público e fazer muito sucesso, mas musicalmente, concordei então em alguns pontos, discordei em outros e ficamos por elas.

A música me agrada, essa mistura albina de soul com metais me agrada mais ainda, entretanto, nos últimos 6 meses ninguém pode negar que mais se ouviu e viu sobre escândalos, vexames e fofocas, do que pela musica em si.

Diante da história eu me pergunto sobre o futuro dela, na musica e num todo. Podem dizer que sou um bastardo, um tolo e que estou pintando a figura de uma maneira muito pior, então para estes eu deixo a foto abaixo, créditos para o inglês Daily Mail, que sugere em matéria que a provável causa das marcas, feridas e manchas na pele de Amy, fora causada pelo uso continuo de drogas.


Daily Mail

Será? Eu sei que ela tem apenas 24 anos, oportunidade de poucos, mas comportamento lamentável e aparência de uma senhora mal cuidada de 60 anos.

PS de hoje pra Tati, que chega daqui a poquinho: “Pronto, falei!”


Escrito por Marcim às 20h06 [ ]
 
______________________________________________________
 
 


::: :::


zutons

 

A Inglaterra vive dando alguns bons presentes pra nossa música, mais um deles, não tão novo é o The Zutons, grupo que surgiu em Liverpool já há alguns anos com uma proposta tão tradicional quanto sensacional.
O que pra eles é natural e soa “pop”, para muitos músicos e fãs de boa música no resto do mundo, é algo extremamente precioso. Um som com particularidades do rock da região, além de vestígios e efeitos dos anos 60.
O quinteto formado por Abi Harding (sax), David McCabe (vocal e guitarra), Russell Pritchard (baixo) e Sean Payne (bateria) teve seu primeiro cd prensado e lançado em 2004 pelo selo Deltasonic. Entretanto, a banda já trabalha seu terceiro trabalho em Los Angeles, com o produtor George Drakoulias.
Recomendo, por enquanto sem restrições, um som que agrada gregos, troianos, judeus, padres e republicanos. Estranho né? Até meu pai sentado no pc com o myspace aberto remexeu a careca ao som da garotada de Liverpool.

Myspace da banda: http://www.myspace.com/thezutons

Vídeo de um hit da banda no youtube:



Não tenho informações da banda no Brasil, mas espero cruzar com algum bom show deles, por aqui, ou não. Eles já tiveram boas oportunidades, abrindo show pro Oasis e em alguns outros eventos grandes na Europa, com uma boa agenda de shows e com o Brasil abrindo as portas pra este mercado, acho que a gente deve sempre esperar a vinda de uma banda dessa por aqui.

Escrito por Marcim às 10h51 [ ]
 
______________________________________________________
 
 


::: :::


motivo? será?

 
Assunto cabuloso e chato, mas obrigado a todos por debater, é o que felizmente mantém a gente aqui sempre trazendo novidades.
No post de hoje eu vou citar alguns incidentes, casos e acasos que justificam a atitude pouco coerente do legislativo do Espírito Santo, de proibir as Raves. Como disse diversas vezes aqui, proibir não vai resolver grande parte dos maiores problemas e vocês verão que é realidade, que o problema é muito maior do que um simples evento ao ar livre, e que pessoas que tem isso como meio de vida, diversão, negócios, moda ou qualquer outra justificativa podem ser prejudicadas graças a:

1


Cueca fica em casa né? Pagar pra ver isso ta fora de questão, além de dopado este cidadão provavelmente sofre de algo mais grave, e olha que o MF não faz comentários sem embasamento cientifico conceituado.

ps. manda uma depilada meu velho, tá bravo!

2


“eu sou totalmente contra violência + aceito bala perdida”
Alguém dá uma halls pro menino, mas junto dá o remédio que mamãe esqueceu de dar na boquinha antes de sair de casa.

3


“garçom me traz uma porção de “fritas” e o troco pode ser em bala”
Gastou o pouco que tinha criando uma frase medíocre como essa. Emprego e estudo pra ele!


As fotos acima foram coletadas em um blog http://fritopassamal.blogspot.com/ “especializado” neste assunto. Lá, se ainda tiver dúvidas do que pode encontrar você vê também vídeos e algumas outras bizarrices cometidas por indivíduos sob efeito de álcool e diversas drogas.

Vou colocar alguns vídeos, do amigo google/youtube que relata alguns episódios ridículos como alguns já puderam constatar na TV aberta também.






Agora chega né?

Este é com certeza o ultimo post dedicado ao assunto, pelo menos enquanto não tiver alguma novidade interessante.

Queria informar também, que o deputado foi avisado e abrimos espaço para que ele pudesse defender seus interesses e não foi manifestado qualquer interesse por parte do mesmo.

Como nossa fritura é diferente, queria mandar um abraço aos nossos amigos músicos fritos, em férias numa turnê mundial dos à toa, né Tati? De férias merecidas, juro. Todos com saudades.

Vamos esperar a Tati voltar da Europa com novidades né? Um abração pro Caio, aniversariante da semana, no melhor estilo show da Xuxa, mandar um beijo pra quem.

Até amigos.


Escrito por Marcim às 19h05 [ ]
 
______________________________________________________
 
 


::: :::


nóticas, lógicas e óticas

 

Cacá Stan por R.Vieira - www.movingstone.com.br

Papo cabeça hoje no MF, que tal?

Muito tempo sem falar de música eletrônica e hoje tenho motivo, razão, circunstância e notícias para justificar um tópico legal e polêmico. RAVES! Proibir ou não?

Não é de hoje a divergência social e até mesmo política sobre este modelo de evento, principalmente após projeto de lei, encaminhado pelo deputado estadual Reginaldo Almeida à Mesa Diretora da Assembléia Legislativa (ES), ter virado motivo de protesto por parte de idealizadores, adeptos, freqüentadores e simpatizantes. Está acontecendo hoje em Vitória, manifestação liderada por essa turma animada, debaixo de sol e a pé.

Não vou ficar em cima do muro, prefiro assim. Sou contra toda e qualquer forma de repreensão e censura, entretanto nestes dois anos de polêmicas envolvendo mortes, apreensões, “frituras” e overdoses, não ouvi nem li sequer uma proposta para pelo menos tentar diminuir os problemas envolvendo este tipo de festa. E desculpa sinceridade, a obrigação para propostas e discussão não é minha, é de que organiza grande parte desses eventos, bem lucrativos por sinal.

Devemos ser razoáveis e colocar a discussão na mesa, porque sabemos que do jeito como as coisas aconteceram até agora, todos sabiam que uma hora essa confusão iria explodir.

Sei que grande parte dos nossos leitores não é do meio da música eletrônica, mas espero deles também opinião sobre o que ta rolando.

A questão é: Proibir ou não proibir?


Escrito por Marcim às 16h07 [ ]
 
______________________________________________________
 
 


::: :::


rock-não-mais-in-Rio mas com cara de Brasil

 


Não adianta, o extinto maior evento de música da história do país, Rock in Rio (hoje realizado em Portugal e Espanha), ainda continua com um pé em terras tupiniquins. No melhor estilo "te largo mas não te deixo" o evento ainda conta com um clima bem brasileiro e isso não é novidade pra quem acompanha, mesmo que através de notícias as apresentações, barracos, babados e novidades a cada edição do "gigante".

Este ano a novidade da edição é o anúncio oficial da participação do Duo Brothers of Brazil, de Juninho Style Supla Papito e João Não Tão Style Suplicy, a apresentação dos irmãos é no dia 6 de junho, no palco Sunset Rock in Rio.

O UOL.com.br mandou a notícia hoje cedo, não tão fresca, mas ainda em tempo de ser uma novidade né, eles disseram mais, fizeram uma leve crítica sobre o que esperar do dueto “O trabalho do Brothers of Brazil é marcado pela voz suave de João Suplicy e a postura provocadora de Supla. Os dois se revezam nos vocais, violas e guitarras e Supla ainda toca bateria no projeto, com o qual apresentam temas inéditos e releituras inusitadas de clássicos da bossa.” Um comentário desse não dá nem pra plagiar, vê se alguém do MF tem cara de quem diz “marcado pela voz suave de João...”?! De resto a gente concorda e vale a pena conferir, não é a primeira vez deles na Europa, e ainda se apresentarão no Rock in Rio Madri, em julho.

O Rock In Rio-Lisboa acontece nos dias 30 e 31 de maio e 1, 5 e 6 de junho. Outros brasileiros, não tão importantes quanto o Papito, também participam do evento, Ivete Sangalo e Skank.

Não dá pra ir nessa balada? Dá pra conferir o show dos Brothers nesta quinta-feira (15), em Curitiba (PR); terça-feira (20) em Praia Grande, litoral de São Paulo, e quinta-feira (22), no Rio de Janeiro.

Ainda tá difícil? manda um play então pra conhecer. É grande mas vale a pena, até a próxima, beijos pra todos os musicos fritos distântes, Caio e Tati na Irlanda e Filipim em Brasília.

Ps. Braz, cadê tu?

Marcim




Escrito por Marcim às 13h05 [ ]
 
______________________________________________________
 
 


::: :::


freakshow

 


Estranho todo "santo dia" ver a cara da Miss Bizzare Universe, Britney Spears, estampada nos blogs, jornais, revistas e etc? Talvez não. Se a aproximadamente quatro anos atrás, num hipotético auge de carreira, nos deparássemos com mais e mais notícias(normais), talvez fosse tudo muito normal, diante do movimento mundo do Show Bizz. Entretanto eu disse, talvez, em alto em bom som TALVEZ.

O rumo da carreira da ex-virgem-santa-limpa-pop mudou drasticamente, e como se a ladeira abaixo não fosse o bastante, ela curvou à direita, adentrou o pobre e podre boeiro, cavou mais um pouquinho, e tá lá. De mega shows e ótimas colocações na Billboard, à baladas com Paris Hilton, fotos sem calcinha, perda de guarda dos filhotes, separação e brigas com namorado-dançarino-garotaço-mulherengo-aproveitador, drogas, escândalos e chiliques. Para tudo, em quatro anos a "mina" viveu mais loucura que Madonna, Paul Stanley e Hendrix jamais viveriam em trinta.

Fugindo um pouco da linha do texto... O que di*#@$ é aquela galinha gritando, berrando em "Piece of me" ?

Esse post não é para esculaxar a coitada não, sério, mas neste feriado eu pesquei algumas boas para colocar aqui e uma delas, com muito destaque dizia: Britney Spears vai dirigir novo clipe! Pronto, PARA TUDO! Recapitulando: Paris Hilton, sem calcinha, drogas, brigas, careca, escândalos, ex's, chiliques, excesso de peso ... UFA! Agora me diz se você contrataria alguém com um histórico desse de gestão pessoal para dirigir alguma coisa...
Justamente, nem eu, nem você, nem ninguém, só ela mesma, por isso eu digo que se houvesse um prêmio freak, bizarrices no Grammy, ela "levava" fácil. Dava um banho nela mesma, competindo com ela mesmo oito vezes.

As espectativas (pessoais) para o lançamento do novo single, em julho, são as piores possíveis. Pode ser que supreenda, mas não é a minha opinião, e quer saber? Não, não pode surpreender não.
Os rumores dão conta que o single será de, Radar ou Freakshow, canções do disco Blackout, ainda dependendo da escolha da cantora (cantora?, "cantora who?").

Eu aposto em Freakshow, diz aí.

De férias no Zâmbia, Marcim.


Escrito por Marcim às 09h13 [ ]
 
______________________________________________________
 
 


::: :::


prêmio TIM

 

A sexta edição do Prêmio TIM de Música já tem o seu homenageado: o pernambucano Dominguinhos. A cerimônia de entrega acontece no próximo dia 28 de maio, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro. Na lista de personalidades homenageadas da premiação – que alterna artistas vivos e outros já falecidos – figuram os nomes de Ary Barroso (2003), Lulu Santos (2004), Baden Powell (2005), Jair Rodrigues (2006) e Zé Ketti (2007). Vamos ficar de olho...

Roteiro recomendado para o finde: Zémaria no Teacher's (sexta), 3Steps e Cinco Nós, também no Teacher's, no sábado e domingo de descanso. Quem quiser, ainda tem D2 e Bloco Bleque no IlhAcústico.

beijomeliga

 



Escrito por Tati às 22h49 [ ]
 
______________________________________________________
 
 


::: :::


eu ouvi...

 

Aos 27 anos de carreira, o R.E.M. consegue manter um clima de novidade e frescor e, ainda assim, soar maduro e fazer jus aos anos de estrada em seu novo disco, "Accelerate". O álbum chega à internet amanhã e, no dia 1º de abril, entra no mercado convencional, em formato de CD, pela gravadora Warner Music.

O 14º disco de estúdio da banda formada pelo vocalista Michael Stipe, o guitarrista Peter Buck e o baixista Mike Mills, foi gravado em lugares como Canadá, Irlanda e na Geórgia (EUA, onde a banda nasceu em 1979) com o premiado produtor Jacknife Lee, que já trabalhou com U2 em "How to Dismantle an Atomic Bomb", Snow Patrol, Bloc Party e Kasabian.

Logo nos primeiros riffs de guitarra de "Living Well is The Best Revenge", a primeira faixa, a banda mostra que voltou cheia de energia, sem muito blablablá, fazendo um rock direto. Também pudera, esse é o primeiro trabalho de inéditas do grupo desde "Around the Sun", lançado em 2004 (em outubro do ano passado, eles fizeram sua estréia no formato CD e um DVD ao vivo com "R.E.M.Live").

As dez faixas do disco trazem (boas) surpresas para quem acompanha o trabalho da banda. Em "Man-sized Wreath", um quê de dissonância nos acordes faz a música soar como as antigas, uma volta ao som que o R.E.M. fazia no começo da carreira. A faixa de trabalho, "Supernatural Superserious", mostra que o disco tem potencial para repetir a dose de sucessos de "Losing My Religion", música que virou hit nos anos 80, e "Imitation of Life", arrasa-quarteirão de "Reveal" (2001).

Isso se confirma na ótima "Hollow Man", que tem uma introdução de piano e alterna climas instrumentais mais cheios com outros mais vazios. "Houston" é inovadora com violão, levada de bateria e guitarra bem distorcida. A faixa que dá nome ao disco é a menos pop, com clima mais pesado e menos ensolarado. "Until The Day Is Done" é uma balada bem ao estilo R.E.M., assim como "Mr Richards", ponto alto do disco.

"Sing For The Submarine" mantém o BPM mais lento. "Horse To Water", com introdução de bateria, traz uma certa tensão no vocal e na guitarra que remete a um ótimo punk rock. "I'm Gonna DJ" fecha "Accelerate" deixando no ar a vontade de ver como esse novo R.E.M. vai soar ao vivo.

E tem mais: se por um lado o disco reinventa a banda, mantendo a verve que a consagrou, por outro, o disco tenta achar uma saída em meio à revolução tecnológica por que passa a indústria da música. Por isso, "Accelerate" sai uma semana antes pela internet.

Os usuários cadastrados no site iLike (um endereço de download e compartilhamento de músicas) poderão ouvir as músicas a partir de amanhã. O MySpace da banda (www.myspace.com/rem) já traz a música de trabalho, "Supernatural Superserious".

Também no site oficial da banda, www.remhq.com, há uma série de ações envolvendo o novo álbum. Além de conhecer as músicas, encomendar o novo CD (que também chegará ao mercado em versão plus, com um DVD), os fãs podem baixar trechos de vídeos, em alta resolução. Os clipes foram gravados pelo famoso diretor francês Vincent Moon, que trabalhou com bandas como Arcade Fire e The Shins, entre outros.

Uma prova de que, além de repensar a música, até mesmo bandas já consagradas são obrigadas a reinventar, também, a estratégia de divulgação do seu trabalho em uma sociedade que vive conectada.

*** Matéria publicada no jornal A GAZETA de hoje.



Escrito por Tati às 20h04 [ ]
 
______________________________________________________
 
 


::: :::


vazou

 

Quem sabe como já consegue baixar o novo disco do R.E.M., Accelerate. O CD estará disponível na internet para os usuários cadastrados do site iLike a partir da semana que vem, dia 24 de março. Em formato físico, o disco chega às lojas no dia 1 de abril. Tô baixando aqui para ouvir.. depois eu conto mais!


Escrito por Tati às 19h12 [ ]
 
______________________________________________________
 
 


::: :::


músicas novas...

 
 
Gostoso ouvir coisas novas, bacanas, bem tocadas, de bom gosto. Foi assim que me deparei hoje com as novas músicas da banda DuBlack. Banda do ES, os meninos fazem um som bem maduro que bebe em fontes consistentes do jazz com acentuação brasileira, coisas do tipo Ed Motta e cia. Legais as músicas que estão no MySpace deles. Também tem uma levada meio samba, quase como o Jamiroquai se atreveu a fazer. "Quilombo" é assim: uma trilha perfeita para um momento cool. "A Vida é Pra Nós Dois" tem um cantarolar grudentinho, um pop bem feito, com letra romântica. Muito boa. Agora é esperar o disco, "Soulshine". Quando sai, hein?


Outra que está com novidades é a cantora Tamy. Depois da dobradinha que ela fez com DuBlack na Curva da Jurema, a moça esta na estrada entre Vitória e Rio de Janeiro na pré-produção do seu novo disco. A relação com alguns bambas de lá, como DaLua e Rodrigo Sha tem rendido bons frutos como a ótima "Também", que já está disponível em seu MySpace. Boa de ouvir, com vocal suave e uma levada meio eletro. Vale a pena conferir. Também tem a faixa "Transformação", que saiu no disco do Marcelinho DaLua, e "Azymuth", esta com Donatinho. Disco novo dela em breve também.

beijocas
inté 



Escrito por Tati às 20h48 [ ]
 
______________________________________________________
 
 


::: :::


indie rock alternative

 
O vento frio congela a orelha da gente aqui em Dublin, na Irlanda. Alem do teclado nao ter acentos e os carros andarem na direcao trocada em relacao ao Brasil, as coisas aqui andam muito musicais. Ontem, de cara, num tipico PUB Irlandes ouvia-se facil-facil Mika, Kaiser Chiefs e Arctic Monkeys. Tudo de acordo com o esperado, nao eh mesmo?

No centro, nas regioes mais tradicionais, muita musica Irish. Sanfona, violao e um bando de gente tomando copoes de cerveja. Tudo isso umas 10, 11 da manha. Eh mole? Welcome to Ireland!

Com o tempo vou descobrir onde eh o circuito musical europeu de verdade.

Beijos!!



Escrito por Caio às 11h49 [ ]
 
______________________________________________________
 
 


::: :::


supercombo no fim de semana

 

O rock não é mais o mesmo. Isso desde que a Internet (santa Internet) modificou as relações interpessoais e fez mais: mudou a forma de comunicar, de ser, de não ser, de criar, copiar, colar e por aí vai. Por isso, aquela história de que as tendências mundiais da moda, da arte ou da música demoravam dez anos para chegar até aqui já não é mais desculpa (esfarrapada) para dar quando não se está "conectado com o resto do mundo".

O Supercombo, pode-se dizer, é fruto de toda essa loucura que toma conta do nosso mercado cultural, que se mistura com o mercado dos computadores, com as redes que passam sob o mar da Europa até a América e do que chega aos nossos ouvidos por meio de arquivos em formato MP3. Uma mistura do rock padrão - formato verso, refrão, ponte - com o rock ultramente novo, que sabe bem usar a tecnologia a seu favor e a favor da música.

É uma banda capitaneada por músicos de uma geração que nasceu com as mãos no teclado, sabendo gravar coisas no computador, jogando videogames, ouvindo música em inglês (e por isso já até compõem em inglês), que usam muito bem recursos como o Protools, os sintetizadores, as vozes dobradas e cheias de efeitos, os overdubs e as mentiras que parecem verdades.

Nesse sentido, as três faixas que a banda disponibilizou em seu MySpace (outra fonte inesgotável de melhores bandas das últimas atualizações) são o que há de mais novo no rock feito no mundo e, principalmente, aqui no Espírito Santo. Moderno mesmo. E se a pré-produção já é boa pra caramba, imagina o que vai dar quando o Léo (vocalista, compositor, guitarrista, baterista e mais um milhão de coisas da banda) voltar da gringa, depois de masterizar o disco com um produtor de lá?

A primeira faixa é "Deriva", um quase dance rock, com teclados e um refrão com muito potencial a hit. "O Calculista" é uma balada pesada, muito bem gravada - gostosa de ouvir e fácil de cantar. "Maldito", que eu já tinha ouvido antes e ficou durante semanas no meu Ipod, tem levada interessante de bateria e efeitos de vocais realmente bacanas. Mal posso esperar pelo CD.

Ainda não ouviu? http://www.myspace.com/supercomborock



Escrito por Tati às 20h34 [ ]
 
______________________________________________________
 
 





[ ver mensagens anteriores ]


 

Resolução: 1024x768 - © 2006 Todos os Direitos Reservados.

: Caio :
 
músico, baterista, terminando eng. de computação. computadores, arte, tecnologia, cultura, lazer, teatro, sono, cama, feliz, bateria, hardware. han!?
 
busy e estudando!
----------------------------------------
musicista, jornalista, induísta (mentira! foi só pra rimar mesmo), cantora, repórter.
cinema, agito, fome, porcaria. fotos, são paulo, shows, tv, tocar. beijocas!
 
horas de trabalho...
 
: Tati :
----------------------------------------
: Filipim :
 
violão, guitarra, clarinete, escaleta, tecladinho. música. batatinhas e video game. rpg online, madrugadas. nadador profissional da ilha do boi (?????).
 
horário trocado.
----------------------------------------
analista, TI, elegante, trabalhador, fica horas do dia dentro de um carro. eletromusic, eletrodomésticos, cozinha. glam, rock, fashion, filmes, carnes, peixes e massa.
 
dentro do carro.
 
: Marcim :
----------------------------------------
: Braz :
 
old school, quase jornalista, fotógrafo profissional, hardcore
gritado, cinema, cantor, fica horas escrevendo, gosta de futebol, de
fazer show e, agora, de cerveja
 
músicas rápidas
----------------------------------------
vitória, es, brasil, aberto ao público... 20 e poucos anos. música, vida, games, tecnologia e só!
----------------------------------------
:: softwares livres e freewares ::
:: música para ouvir e cantar ::
:: sistemas operacionais do tux ::
:: mp3 players e myspace ::
:: gol linhas aéreas ::
----------------------------------------
   
o cd: neil young : chrome dreams II
o filme: o gângster
----------------------------------------
toda semana o música frita incentiva você a ficar gastando o seu tempo em frente ao computador. sempre com uma dica na web bem legal:
CLIQUE AQUI
----------------------------------------
----------------------------------------
01/06/2008 a 07/06/2008
25/05/2008 a 31/05/2008
18/05/2008 a 24/05/2008
20/04/2008 a 26/04/2008
23/03/2008 a 29/03/2008
16/03/2008 a 22/03/2008
09/03/2008 a 15/03/2008
10/02/2008 a 16/02/2008
03/02/2008 a 09/02/2008
27/01/2008 a 02/02/2008
20/01/2008 a 26/01/2008
13/01/2008 a 19/01/2008
06/01/2008 a 12/01/2008
23/12/2007 a 29/12/2007
16/12/2007 a 22/12/2007
09/12/2007 a 15/12/2007
25/11/2007 a 01/12/2007
18/11/2007 a 24/11/2007
11/11/2007 a 17/11/2007
04/11/2007 a 10/11/2007
28/10/2007 a 03/11/2007
21/10/2007 a 27/10/2007
14/10/2007 a 20/10/2007
07/10/2007 a 13/10/2007
30/09/2007 a 06/10/2007
23/09/2007 a 29/09/2007
16/09/2007 a 22/09/2007
09/09/2007 a 15/09/2007
02/09/2007 a 08/09/2007
26/08/2007 a 01/09/2007
19/08/2007 a 25/08/2007
12/08/2007 a 18/08/2007
05/08/2007 a 11/08/2007
29/07/2007 a 04/08/2007
22/07/2007 a 28/07/2007
15/07/2007 a 21/07/2007
08/07/2007 a 14/07/2007
01/07/2007 a 07/07/2007
24/06/2007 a 30/06/2007
17/06/2007 a 23/06/2007
10/06/2007 a 16/06/2007
03/06/2007 a 09/06/2007
27/05/2007 a 02/06/2007
20/05/2007 a 26/05/2007
----------------------------------------